ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

UM DOMINGO EM SÃO PEDRO

Ontem, domingo, tivemos um dia atípico, não porque a data seja comemorativa de algo, mas tão somente,   um dia que você pode ver a cidade quieta , acomodada, silenciosa, quase sem gente na rua, poucos ônibus e automóveis. É um dia que você pode até sentar em qualquer lugar e olhar para os lados, para o alto, de uma  Salvador  tranqüila, espetacular nos seus imóveis  que  contornam suas ruas, avenidas e praças, seus monumentos e outros  enfeites  que o homem achou por bem colocar aqui e ali.

Fomos ver a requalificação de São Pedro no centro da Cidade Alta de Salvador. Há muito, tornara-se  uma “feira” de pequenos negócios. Quase não se viam  o relógio e o monumento a Rio Branco. Estaremos sendo exagerados?! Achamos que não: peças como estas precisam de espaço para ser vistas e apreciadas de todas as distâncias. Não eram. Estavam como que abafados, sufocados de gente e de coisas de toda espécie.

Mas antes de mostrá-los no seu todo, vejamos como era esta praça antes das reformas. Referimo-nos à construção da Av. 7 de setembro que demoliu a Igreja e São Pedro que se localizava exatamente a sua frente.





Igreja de São Pedro
Largo de São Pedro após demolição da igreja


A praça já com o relógio 


A praça foi absolvida pelo comércio de ambulantes- Irreconhecível! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário