ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 13 de março de 2015

MÃOS SUJAS DE PETROLEO DESDE GETÚLIO

Esse pessoal que vem metendo a mão no dinheiro da Petrobrás deveria saber e decorar a história do descobrimento do petróleo no Brasil. É o momento exato! Coube ao Engenheiro José Inácio da Silva, morador de Itapagipe, nas terras lodosas de Lobato, Salvador.

 Após a descoberta,  começou a lutar para entrar em contato com o então Presidente da República, Getúlio Vargas, a fim de oficializar a descoberta e dá inicio às primeiras providências para a instalação de um poço do precioso óleo no Brasil. Nada conseguiu! Sua correspondência não chegava até o Presidente. 

Desesperado procurou o Presidente da Bolsa de Mercadorias da Bahia, Sr. Oscar Cordeiro que morava próximo a sua casa e foi este senhor que, em nova carta, se dirigiu ao Presidente e por fim este tomou conhecimento do feito. Em seguida,  acertaram a sua vinda à Bahia, fato ocorrido em 1940.

. Claro que foi uma festa do arromba nas dependências do hidroporto da Ribeira com a presença de todas as autoridades do Estado e do País e, naturalmente, do senhor Oscar Cordeiro, já tido como o descobridor do petróleo brasileiro.

 Foram de lancha até o local e lá Getúlio mergulhou uma das mãos no pequeno poço que aflorava à flor da terra. A imprensa brasileira, toda ela presente, registrava o momento histórico. 

E o senhor Inácio, o verdadeiro descobridor do petróleo brasileiro, não deveria também estar presente? Claro! Mas o engenheiro agonizava num hospital em Conquista onde morreria. Diante da impossibilidade, alguém da família não deveria ter sido  convidada para acompanhar a “comitiva” que se dirigiu ao Lobato ou pelo menos  comparecer ao hidroporto? Sem dúvida alguma! Mas não havia nenhuma preocupação nesse sentido, muito pelo contrário. As honrarias estavam concentradas apenas no senhor Cordeiro.

 Somente muitos anos depois, o poço já desativado pela pouca produtividade, mas já com uma torre simbólica no local e uma placa salientando que o Sr.Oscar Cordeiro foi o descobridor do petróleo brasileiro, a esposa do senhor Ignácio debruçada sobre a mesma, aos prantos, tomava conhecimento da injustiça ou da omissão.

Posteriormente, ao bem da verdade, diga-se que a Petrobrás foi muito digna ao conceder a referida senhora uma pensão vitalícia e nas referências futuras sobre esse descobrimento, o Sr. Inácio já era citado como também “descobridor” do petróleo e em verdade, primeiro e único.

Aliás, o descobrimento do petróleo brasileiro sempre foi muito controverso, desde o ano de 1892 quando o fazendeiro Eugênio Ferreira de Castro perfurou o primeiro poço em sua fazenda na cidade Bofete (interior de São Paulo), porém o poço de 488 metros de profundidade teve como resultado apenas água sulforosa.

Defender idéias naquela época, mesmo aquelas em benefício de um Brasil melhor não era para qualquer um, principalmente pessoas envolvidas de uma forma ou de outra com outros correntes de governo. Era considerado subversivo, espião, sabotador, etc. etc. Foi assim com Monteiro Lobato que chegou a ser preso.

Não fosse isso, e o petróleo brasileiro teria sido descoberto muito antes de Lobato, não rigorosamente por ele próprio  Lobato, mas por outros empresários que lhe sucederam.

Mas tinha que ser na Bahia, diriam os proféticos. Estamos com eles, com as ressalvas feitas acima.




Getúlio










Nenhum comentário:

Postar um comentário