ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

UM PEDAÇO MARAVILHOSO DE SALVADOR

É absolutamente incontestável que o trecho da encosta que vai do Iate Clube da Bahia até a o Unhão, onde se encontra o Solar do Unhão, é de uma beleza extraordinária.

Comecemos pelo Iate Clube da Bahia, a nosso ver, o mais belo clube do Brasil. Não tem igual. Perfeito! Começa na encosta da Barra e tem a Baia de Todos os  Santos como limite de sua beleza.

Iate Clube da Bahia

Depois vem a simplicidade da Gamboa. Impressiona o contraste social  que se estabeleceu no local em relação aos grandes edifícios que se aproximaram do local. As catraias e os saveiros resistiram a velocidade e o modernismo das lanchas e escunas do clube ao lado.

Gamboa

A "casa amarela" como que determina o começo de uma grande expansão imobiliária


Favela encrustada- Tem até certa harmonia

À noite


Por fim o Solar do Unhão

O Solar do Unhão constitui-se em um expressivo conjunto arquitetônico integrado pelo Solar, pela Capela de Nossa Senhora da Conceição, um cais privativo, aqueduto, chafariz, senzala e um alambique com tanques. O conjunto atualmente sedia o Museu de Arte Moderna da Bahia.

O terreno onde se encontra foi legado por Gabriel Soares de Souza aos padres beneditinos em 1584. Suspeita-se que esse terreno pertencia ao irmão de Gabriel que veio para Salvador possivelmente integrando a caravana de Francisco Pereira Coutinho desde 1936.


Em 1690 residiu no local o Desembargador Pedro Unhão Castelo Branco que vendeu a propriedade a José Pires de Carvalho e Albuquerque e posteriormente passada à família Dias D’Ávila em 1740. Nesta data foi construída também a capela, ocasião em que batizou uma de suas netas.






N

Nenhum comentário:

Postar um comentário