ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 6 de março de 2016

1000 POSTAGENS - GRAÇAS A DEUS!

Este blog está alcançando a marca de 1000 postagens desde 2010, quando foi criado. Já são 6.976 visualizações e tem 221 seguidores registados. Dissemos em sua abertura que “caminha pelos seus espaços, buscando o presente e, às vezes, projetando o futuro”.
Acho que foi mais ou menos isso que fizemos. Surpreendemo-nos até com o que foi descoberto e escrito. Ficamos até certo ponto surpresos com o que sabíamos e fomos descobrindo. Foi feita muita pesquisa neste sensacional Google. Ninguém hoje em dia pode dispensá-lo. Crescemos da enciclopédia para o Google, não há pejo em dizê-lo.
Claro que Deus nos deu muito tempo de vida. Ajudou muito. Foi fundamental. Chegou a ser uma terapia, desde que sempre havia certos dias que acordávamos com um “azedume” em todo o corpo e até na alma.






Foi fundamental, básico diríamos melhor, a compreensão da família, filhos e esposa. Deixava-nos divagar pelas ruas de salvador, pelas suas ladeiras, becos, mares e praias. Sabiam que eu gostava de escrever. Que eu amava essa cidade.

Tenho uma grande queixa: a Google Sense que premeia os blogs com propagandas, por razões que até hoje desconheço, considerou este blog contra indicado para propaganda, praticamente o condenou. Cuidado com ele!  Até hoje não sei as razões para tanto. Errei algum detalhe na inscrição inicial. Mesmo assim caminhei com esse pejo nas costas, como fazia os antigos  romeiros  pela ladeira  da Porto da Lenha até o Alto do Senhor do Bonfim. Rezei!

De um certo modo foi bom. Certa feita fechei um contrato com uma empresa de vendas de imóveis com sede em outro País e os 60 dólares prometidos não foram pagos. 60.—12= 5 dólares. Não compensa e por outro lado “suja” seu blog com uma porção de coisas que invade a internet. Praticamente diminui a qualidade do que você escreve. Confunde as pessoas. Se houver mutreta, o que não é difícil, praticamente você faz parte da mesma.




Nenhum comentário:

Postar um comentário