ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

terça-feira, 5 de agosto de 2014

7x1 - APENAS UMA QUESTÃO TÁTICA

Havia prometido a mim mesmo não voltar a falar de futebol tão cedo. Aliás, este blog não foi criado para isto. Mas o futebol é uma paixão nacional  e como tal tem um envolvência muito grande. Foge ao controle!

O caso é o seguinte: o novo coordenador da seleção, o ex-jogador Gilmar num programa de televisão, criticou o uso de um boné pelos jogadores da seleção com uma mensagem de apoio a Neymar. Disse claramente que isto prejudicou o desempenho de Bernad que o substituiu.


Nada disto! A homenagem foi bonita; solidária e até emocionante. A verdade é que o jovem jogador não estava ainda preparado para enfrentar uma seleção. Daqui a quatro anos, talvez.

Também não tinham condições por questões de ordem técnica: Fred e Jô. Jogávamos com um homem a menos. Quase não pegaram na bola nos jogos em que atuaram.

Mas não vamos sacrificar os dois profissionais em se imaginando que o Brasil perdeu por causa deles. Todos jogaram mal, “do goleiro ao ponta esquerda”, como se dizia antigamente.

As razões são outras e vamos tentar explicar. Basicamente  estranha-se que maioria de nossos jogadores joga nos melhores times da Europa e são tidos como os melhores do mundo: Thiago Silva, David Luiz, Marcelo, Daniel Alves e Neymar, fizeram parte das seleções da maioria dos profissionais da imprensa mundial, ou seja 45% de um time de 11 jogadores. Tiveram também votação expressiva Paulinho, Luiz Gustavo, Oscar, Ramirez e William. É quase o time todo.

E por que deu tudo errado? É fácil e simples a explicação. Na Europa esses jogadores jogam num determinado padrão tático que levou o Barcelona e outros times a encantar o mundo. Quando vieram atuar pela seleção, desceram os degraus da mediocridade tática do atual futebol nacional.


Essa é que a verdade nua e crua, sem mais conversa. Felipão, o simpático treinador brasileiro, o paizão, estava mais preocupado em fazer propaganda, rivalizando-se com Neymar. Dentro de campo, na realidade de um jogo, estava superado, técnica e taticamente. Daí o 7x1 e não foi mais porque os alemães não quiseram.

Diz-se que num jogo treino da seleção alemã contra os índios Pataxós de Santa Cruz de Cabrália, ganharam apenas por 2x0. Enquanto isto....

Assistência

Nenhum comentário:

Postar um comentário