ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

terça-feira, 26 de agosto de 2014

FALTA MELHOR CONVIVÊNCIA NA NOVA BARRA

Sem dúvida nenhuma a Barra está uma beleza! É uma nova Barra, absolutamente diferente da anterior. O Prefeito foi muito feliz!

 Mas (tinha que haver um porem), está faltando uma coisa muito importante no contexto : faltou o incentivo à convivência. O que seria isto? Convivência? Vejamos o seu significado bem amplo: “Ação ou efeito de conviver”- “Modo de vida em que se pode partilhar; “vida em comum; convívio diário”; “ação de coexistir (num mesmo local) de maneira harmoniosa”.

Ou seja, não há em toda a nova Barra um local onde as pessoas possam conversar, trocar idéias, tomar uma cerveja ou uma guaraná como se fazia antigamente ao tempo das barracas de praia.

Queiram ou não as pessoas, o Poder Público, ou quem quer que seja, as antigas barracas de praia na sua simplicidade em todos os sentidos, proporcionavam uma enorme convivência das pessoas. As pessoas paravam e conversavam nas suas dependências. (No Ceará não tem disso não). Era gostoso.  No “Cooper” praticamente cada qual está consigo próprio. Passa um pelo outro e nem se cumprimentam. Vagueiam. Os olhos fixos no horizonte das distâncias a alcançar. Autônomos, quase biônicos.

Por outro lado, a Barra não tem e nunca teve uma estrutura de bares e afins como tem, por exemplo, Copacabana no Rio de Janeiro onde as pessoas parram para tomar o excelente shop carioca. (Do lado dos Prédios). E se não bastassem, agora instalaram belos bares no próprio calçadão como mostram as fotos adiante:


Bares em Copacabana do lado da praia - Cadeiras de vime

Verdade que perto do Cristo funcionam duas casas que servem caranguejos, mas só abrem à partir das 11 horas, praticamente para almoço. Para completar a coisa, o Barravento, o melhor bar-restaurante do local, fechou as portas e arriou os panos ao vento. Felizmente o antigo "Bar Oceania", localizado nas proximidades do Farol, permaneceu funcionando. No Porto a situação não é melhor.

Enquanto isto, em Nova York, uma das maiores cidade mundo, permite-se a colocação de mesas em passeios, naturalmente dentro de um determinado espaço.


Restaurante em bairro italiano (Nova York)

 Em Nova York, uma das maiores cidades do mundo (maior em tudo), faz-se isso. Em Paris também.

Paris também

Mas vão acabar tomando todo o passeio. Não é bem assim! É só estabelecer os limites. Por outro lado, no caso do trecho entre o Edifício Oceania e o Barra Center, o pedestre tem toda a rua para andar, independentemente dos passeios. (Só não tem onde ficar).

Como prova de que não se pensou nesse detalhe, apontamos um espaço ao lado do Farol que poderia servir admiravelmente para que as pessoas curtissem melhor a nova Barra. Trata-se da área ao lado esquerdo do Forte. Antigamente, nesse espaço funcionavam quatro  barracas de coco.





Bem ao lado do Farol  uma excelente área para uma praça de "convivência".

Enquanto isto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário