ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sábado, 14 de maio de 2011

PRAÇA DA PIEDADE – DESTAQUES

Praça da Piedade de antigamente possuía componentes arquitetônicos maravilhosos, todos eles extraordinariamente belos। O mesmo não se pode dizer da mesma praça hoje em dia। Enquanto ainda vemos duas belas igrejas – Nossa Senhora da Piedade e São Pedro - e dois outros prédios maravilhosos – Gabinete Português de Leitura e o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia- conta com mais duas estruturas que destoam completamente das referências acima citadas – antigas sedes da Secretaria de Segurança Pública e da Escola Politécnica da Bahia।



Igreja Nossa Senhora da Piedade
Foi construída em 1664 por iniciativa de D।Afonso VI। Antes, no local, funcionava um hospício।

Igreja de São Pedro


Na primeira metade do século XVII, já existia uma primitiva capela sob a invocação de São Pedro, no local onde hoje se encontra o Forte de São Pedro, pertencente a particulares.
Em 1679, foi criada a "Freguesia de São Pedro" (antigo nome de Paróquia), pelo primeiro arcebispo de Salvador.Data de 1691 a construção da primeira igreja de São Pedro. Em dezembro de 1692, uma carta-régia ordenava que fosse cedido ao rei de Portugal, D. Pedro II, "o padroado e direito livre da igreja" e se providenciasse a construção de uma nova igreja, a cargo da Fazenda Real, que serviria de matriz para recém-criada Freguesia de São Pedro. A capela foi demolida e reconstruída, no início do século XVIII, próxima ao Mosteiro de São Bento, no largo que passa a se chamar de São Pedro, (Calçadão do Relógio de São Pedro. Em 1912, o governador José Joaquim Seabra desapropriou a igreja para, em seu lugar, construir a Praça Barão do Rio Branco e abrir a Avenida Sete de Setembro. Sob protestos dos paroquianos e devotos, a igreja começou a ser demolida em maio de 1913. A construção do novo templo começou em junho de 1916, num terreno situado na esquina da Praça da Piedade com a Avenida Sete, com inauguração em 2 de dezembro de 1917.
Gabinete Português de Leitura


Foi inaugurado em 2 de julho de 1923, por ocasião das comemorações do centenário da Independência da Bahia. Abriga preciosidades como uma biblioteca de 15 mil volumes, pinacoteca com 168 telas, comendas e condecorações significativas da história da Bahia e do Brasil.

O Gabinete Português de Leitura de Salvador foi criado em 02 de março de 1863, na sala de sessões da Real Sociedade Portuguesa de Beneficência Dezesseis de Setembro, por iniciativa de um grupo de portugueses, que tinha por finalidade a aquisição de um maior número de obras de "reconhecida utilidade", escritas em português e francês, para utilização de todos. Seu fundador e primeiro Presidente foi o português Comendador Manoel Joaquim Rodrigues, acompanhado de seu irmão, Francisco José Rodrigues Pedreira. Ambos portugueses, idealistas, nascidos em Soutelo, Município de Vila Pouca de Aguiar, Portugal. No mesmo ano, em 09 de junho, foi instalada a sua primeira sede, na Rua Direita do Comércio, n° 44, 2° andar, onde tiveram início as suas atividades.

Devido à sua crescente procura, o Gabinete foi transferido três vezes, sendo a última instalação em 27 de junho de 1896, a da Rua do Palácio n° 40 (originalmente era chamada Rua Direita do Palácio e, depois, Rua Chile).

Ficou pouco tempo na Rua Chile, pois a reestruturação urbana indicava vários edifícios para serem demolidos. O edifício do Gabinete de Leitura encontrava-se nessa lista das demolições que permitiria a realização das obras de alargamento da Rua Chile. Para isso, o Presidente, Sr. Augusto Pinho, levou ao conhecimento da Diretoria a proposta do Intendente Municipal para a sua desapropriação, recebendo por indenização a quantia de oitenta contos de réis.

O novo edifício do Gabinete Português de Leitura, construído na Praça 13 de Maio, atual Praça Piedade, foi inaugurado em 03 de fevereiro de 1918.
 
Instituto Histórico e Geográfico da Bahia
Foi inaugurado em 2 de julho de 1923, por ocasião das comemorações do centenário da Independência da Bahia. Abriga preciosidades como uma biblioteca de 15 mil volumes, pinacoteca com 168 telas, comendas e condecorações significativas da história da Bahia e do Brasil.


Antiga Secretaria da Segurança Pública em frente e ao lado a também antiga Escola Politécnica da Bahia – Os dois prédios destoam completamente do resto do conjunto.
Para não se pensar que estaríamos exagerando, vamos reproduzir uma imagem de como era esse lado da praça antigamente:

Palácio do Senado
Existia uma rua onde até passava bondes e o largo (cercado) começava à direita

Nenhum comentário:

Postar um comentário