ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 11 de julho de 2013

MARCHA EM DEFESA DOS MUNICÍPIOS E A VAIA À PRESIDENTE

NOTA: Nosso leitores devem ter reparado que este blog, criado para historiar a Cidade de Salvador, as vezes envereda por outros caminhos que não o específico, pelo qual foi criado e se desenvolveu. Não cremos que estejamos errados ou inconvenientes. Temos nas mãos este poder de comunicação e seria lamentável ficar ausente aos acontecimentos de hoje, seja de que tipo seja  Por outro lado, há sempre uma correlação com a nossa capital;  É assim que falamos de esportes com destaque para a Copa das Confederações que entrou para a história da cidade. Falamos de Anderson Silva mais recentemente e nos lembramos das lutas de Valdemar Santana no Ginásio Antônio Balbino que não mais existe e fazia parte da história de Salvador. E, como não podia deixar de ser, falamos dos protestos feitos em todas as partes do Brasil, inclusive em Salvador, igualmente se associando a história dessa terra. E, também como seria normal que acontecesse, referimos-nos à nossa Presidente quando da vaia que recebeu no Estádio Mané Garrinha quando da abertura da Copa das Confederações. Ela também preside o povo que aqui vive. Faz parte também de nossa história. Pois bem, sempre que for necessário, usaremos desse expediente como demonstração de que estamos acompanhando tudo que se passa no País e no mundo e chegue à nossa cidade. A maioria das coisas! Vamos a "coisa" de hoje:

Está ficando preocupante o que está acontecendo com a senhora “presidenta” como ela gosta de ser chamada. Não nos conformamos com o termo e muita gente boa de português também não. Diz um especialista: 

Derivativos verbais


No português existem os particípios ativos como derivativos verbais.

Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante.

Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente.

Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.

Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte. Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não \"presidenta\", independentemente do sexo que tenha.”

Mas, vamos deixar a presidente com sua gramática e tratar do assunto que passa a preocupar fortemente a maioria dos brasileiros. Ela acaba de ser vaiada pela segunda vez, desta feita, na reunião de mais de quatro mil prefeitos realizada no dia de ontem na Capital Federal. (Marcha em defesa dos Municípios).

Como todos viram e ouviram, na abertura da Copa das Confederações em Brasília, o publico deu-lhe uma estrepitosa vaia quando ela abriu os jogos, ao ponto do Presidente da FIFA pedir ao público “respeito” e “fair play”. Em verdade, achamos demasiado.


Momento da abertura da Copa das Confederações

Pensava-se que após esse escândalo que viajou o mundo,  ela se retirasse do estádio, mas mesmo assim “conseguiu” assistir ao jogo de abertura. Em verdade, parecia que nada tinha acontecido.Não tinha outra coisa a fazer. 

Mas aconteceu! Ninguém vaia outra pessoa senão por uma razão de insatisfação. As manifestações de rua estavam sem uma direção efetiva ou pensava o governo que nada era contra ele, até que a vaia aconteceu. Naquela oportunidade, a direção da insatisfação geral ganhou uma direção ou uma das direções: o governo que ai está; a situação que o País se encontra, principalmente com a volta terrível da inflação e o fechamento das estradas por quem mais precisa delas. Há um evidente insatisfação.

Mas, enquanto a imprensa internacional deu um grande destaque ao triste acontecimento, a imprensa local quase passou por cima – “não foi nada muito importante”.

E aí aconteceu uma  segunda vaia em público. Partiu dos Prefeitos de nossas principais cidades. Estes homens representam cada comunidade nos diversos recantos do Brasil. Foram eleitos pelo povo e, em tese, expressam o que sente esse povo. Parece que ninguém está gostando como o País está sendo dirigido.

Quatro mil prefeitos reunidos em Brasilia
Marcha em defesa dos Municipios

E, da mesma forma como aconteceu no Mineirão, quando assistiu ao jogo como se nada tivesse acontecido, ao descer da tribuna, saiu batendo palma e um sorriso na face. Sentou-se ao lado dos seus 39 ministros presentes e assistiu à reunião até o fim. Preocupante, sem dúvida.  Ninguém saiu em sua defesa. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário