ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 24 de novembro de 2013

DA FEIRA DO SETE PARA ÁGUA DE MENINOS

Na postagem anterior referimo-nos à Feira do Sete. Ela armava e desarmava todos os dias. Era um inconveniente para a Prefeitura que tinha que lavar o lugar chovesse ou fizesse sol. Em conseqüência, havia sempre rumores de que um dia aquela feira iria acabar. Foi o que aconteceu. Determinada manhã, os fiscais da Comuna impediram a montagem das barracas, bancas, etc.. Houve protestos, mas a decisão era para valer..

Aí determinado grupo de barraqueiros resolveu montar seus equipamentos num terreno mais adiante onde ficavam os tanques de gasolina das empresas distribuidoras. Essas ficavam próximo ao mar que chegava até ali. Optaram por um espaço mais próximo da Avenida Jequitaia, onde o público teria um acesso mais fácil.

Não houve reação da Prefeitura e das empresas. Foram ficando, inclusive sem a necessidade de desarmar as barracas ao fim da tarde. A cada dia o número de feirantes crescia e em pouco tempo era mais de duas centenas. Estava estabelecida a Feira de Água de Meninos.

Nesse espaço veio a funcionar a Feira de Água de Meninos


Nenhum comentário:

Postar um comentário