ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

QUE SE CONSERVEM AS BALAUSTRADAS DA BARRA

Grande parte da Barra de hoje vai desaparecer. Não se trata evidentemente de “sumir do mapa”, como se costuma dizer. Queremos nos referir a uma transformação do seu visual urbanístico, de suas avenidas, desde o Porto até quase o Cristo. Lembramo-nos que há pouco tempo atrás quando retiraram os passeios de pedra portuguesa substituindo-os por cimento e granito, foi um "Deus nos Acuda". Fez-se até enquete com a população votando contra ou a favor. Até o Instituto Geográfico e Histórico teve que opinar da mesma forma que opinaram artistas e colunistas diversos. E era apenas um passeio. Um simples passeio!
Agora a proposta é absolutamente radical – Além do passeio, vão bulir no asfalto, no talude do Forte de Santa Maria; não vai passar mais carro nem ônibus por algumas partes, e na seqüência, quando a “coisa” ficar pronta, novos intervenções irão acontecer, mas pelo amor do Senhor do Bonfim, não bulam na velha balaustrada que adorna o local desde o Porto até quase o Cristo. Ela é tradicional e é um diferencial de relação a todas as demais praias existentes em Salvador e até no mundo.

Falando em Senhor do Bonfim, desde a ladeira ao adro, são protegidos pelo mesmo tipo de balaustrada que temos na Barra.


Balaustrada da Ladeira do Bonfim
Balaustrada do Adro do Bonfim


Foto de 1916- Já existia a balaustrada

Balaustrada do Porto- Ainda era uma praia usada pelos saveiros do recôncavo e das ilhas
Não se vê um banhista, mas a balaustrada já estava lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário