ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

ESTACIONAMENTO PAGO NOS SHOPPINGS- SERÁ?


Vez em quando, este blog como que desvia de sua linha de comentários que é, como se sabe, a História da Cidade de Salvador – Cidades Baixa e Alta. Parte para abordar outros assuntos, mas que de uma forma ou de outra, têm a haver com a cidade e se constituirá no futuro, história dela própria. É o caso presente:  cobrança de estacionamento nos shoppings.
Sim! Ao que tudo indica os shoppings ganharam na justiça uma liminar permitindo cobrar uma taxa de estacionamento dos carros que lá estacionarem . Entrou – pagou, seja que tempo for.
Certamente que essa medida irá mudar a rotina de muita gente. Por exemplo, conhecemos diversos grupos de pessoas, a maioria idosa, homens e mulheres que,  todas as tardes ou manhãs, vão para o shopping e numa das mesas de algumas das lanchonetes, passam horas e horas conversando. Uma grande terapia.  Pouco ou nada consomem,  inclusive da própria lanchonete hospedeira. Se esse pessoal ia de carro e, efetivamente, alguns os têm,  a conversa vai ter que mudar. Ou não irão mais de carro ou não vão mais, desde que pagar 20 a 30 reais todos os dias é absolutamente impossível.


E aquelas pessoas, mulheres geralmente, que iam para o shopping apenas desfilar, olhando as vitrines disfarçadamente, do primeiro ao último lance de lojas, como procederão agora?  A maioria possui carro – grandes carros. Será que vão pagar por esse desfilizinho despretensioso? O procedimento terá que ser revisto e avaliado. Será que compensa? Vai depender de cada uma. Sem dúvida que haverá aquelas que, agora é que vão mesmo para mostrar sua capacidade e poder financeiros. Pelo menos no principio, depois deverão avaliar melhor.

E o nosso comprador normal, aquele ou aquela, que se dirigem aos shoppings porque realmente precisam comprar algo? Terão que ser mais restritos, práticos e ágeis.
E é ai que a coisa pega. A conhecida venda por impulso, aquela que resulta de olhar as lojas com calma e descobrindo coisas que não imaginava comprar. Praticamente acabará ou se restringirá ao mínimo. O novo comprador será absolutamente contrito às coisas que realmente programou para comprar.
Quando a direção do shopping começou as obras de ampliação da unidade, a impressão que se tinha era o aumento significativo do número de lojas. Ao abrir às portas da nova ala construída, justamente em cima de um antigo estacionamento do próprio shopping, a maioria das pessoas deve ter ficado decepcionada. Nós ficamos. Uma ampliação gigantesca e no entanto somente um andar de lojas. O resto era estacionamento que, somado ao então existente, proporcionava uma capacidade gigantesca de três mil vagas.
Agora está explicado do porquê da preferência por estacionamento a um maior número de lojas. O rendimento do estacionamento pago será excepcional e da exclusiva posse da direção do empreendimento.
Não é que sejamos contra essa habilidade econômica, mas sem dúvida que, por outro lado, vai prejudicar à maioria das lojas. O tempo haverá de dizer.

Shopping Barra - Nova fachada
Tentando uma comparação, o estacionamento pago dos shoppings de Salvador, tem alguma semelhança com a tentativa de cobrança dos sacos de embalagem dos supermercados.  Único objetivo: mais lucro. O argumento é o mais infantil que se poderia ouvir: ajuda ao meio ambiente.  Por outro lado, continuariam os sacos que se embalam os produtos para pesagem, dez vez mais que os “sacos –transporte”, chamemos assim, além das embalagens plásticas da maioria dos produtos de quase todas as empresas.
Comprador de Supermercado

Nenhum comentário:

Postar um comentário