ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

FIM DO MUNDO NO DIA DE HOJE!


Pronto! Chegamos ao dia 21/12/2012. Escrevo esta postagem dentro de um quarto onde temos um computador. É uma espécie de escritório. Tem uma estante com muitos livros à esquerda; à direita uma televisão ainda de tubo, ligada ocasionalmente Em frente uma janela. A cortina está encolhida  para um dos lados. Dá para ver um céu de muito azul. Não há uma nuvem sequer. Deverá ser um dia belíssimo. Ótimo para uma praia nesses momentos que antecedem ao fim de mais um ano.  O que se fez já foi feito. Agora é comemorar o Natal e a chegada de um novo ano. A maioria faz assim.

Pois bem! Justamente esse dia, foi escolhido por um “maluco” lá do Piauí, chamado Luiz Pereira, ex-vigilante, como sendo o último dia de nosso planeta, da vida de todos.
E a imprensa como sempre dá guarida a um pronunciamento dessa natureza e cria certa expectativa, não diríamos  à maioria das pessoas, mas certamente, à algumas menos esclarecidas, a maioria ingênua.
Isto é crime e tanto o é que o “vidente” está sendo preso por estelionato ou falsidade ideológica.
Essas previsões catastróficas já foram feitas algumas vezes desde o ano 70 D.C; em 800 DC; em 1524 na Europa; em 1533 ainda na Europa pelo alemão Michel Stifel, seguidor de Lutero; em 1874 por testemunhas de Jeová; em 1914, dois anos antes do começo da primeira guerra mundial; em 1975 por determinado órgão da imprensa; em 1999 por analistas de Nostradamus e agora pelo individuo acima citado e, por mais incrível que possa parecer nova data já está anunciada por ninguém menos do que  Isaac Newton, cientista, homem notável. Segundo ele, o mundo irá acabar em  2060.
Até lá muita gente da atual geração já terá morrido; já teria tido o fim de seu mundo.
Enquanto isto, ficamos com o depoimento de um telespectador de São Paulo que, perguntado sobre suas expectativas sobre o fim do mundo, disse sabiamente: “as pessoas deviam estar preocupadas com o fim do mês”.  As contas, meu Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário