ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

OS BONS RESTAURANTES DE ANTIGAMENTE INCLUSIVE O DE MARIA DE SÃO PEDRO


 Antigamente, as pessoas vez em quando almoçavam fora. Esse antigamente quer se referir aos idos de 1900\1940, talvez 50 ou 60. Século passado! Havia os lugares certos, aliás poucos lugares. Não é como hoje que há um mar de restaurantes. A gente não sabe qual é o melhor. Por exemplo, no principio do século passado costumava-se ir ao restaurante do Hotel Sul-Americano, esquina da Avenida Sete com  a Rua Carlos Gomes, onde é hoje o Sulacap.

Hotel Sul-Americano indicado pela seta

Em frente tinha outro hotel, o Hotel Paris no principio da Ladeira da Barroquinha.Só tinha comida para os chamados "caixeiros viajantes", o chamado trivial.

Outro lugar que se costumava ir era no Hotel Chile, na então famosa Rua Chile. Servia às quintas-feiras um suculento "escaldado de peru!" Fomos uma vez. Excelente!. 

Hotel Chile

Há de se reparar a beleza do prédio. Sensacional!

Ainda na Rua Chile tínhamos o Hotel Pálace, também de extraordinária beleza arquitetônica. Servia uma comida internacional. A sociedade também ia lá.

Hotel Palace - Esquina da Rua Chile com a Rua D"Ajuda

Na cidade alta era só. Vamos para a Cidade Baixa. Muito mais efervescente.Não poderíamos começar senão com o mais antigo restaurante de Salvador, ainda em funcionamento: o Colon. Fica na Praça Conde dos Arcos.


Restaurante Colon tem 100 anos- É de 1908. É antes do Porto de Salvador. Era uma época de grande efervescência comercial. A Cidade Baixa vibrava com a importação de tudo, sem taxa de importação.

Salvador antiga de todos os saveiros

Digno de registro, ainda no Comércio, citaremos o Filé do Juarez. Tem 55 anos de existência.É de 1960. Resiste até hoje. Antigamente, funcionava dentro do Mercado do Ouro. Hoje está na sua parte externa.

Filé do Juarez

Esse trabalho não estaria completo se não citassemos a grande deusa da comida baiana: Maria de São Pedro. Começou muito modestamente na Feira do 7, em frente ao armazém 7 do Porto de Salvador. Ali se formava todos os dias uma feira. No fim da tarde era desarmada. Ai vinha a Prefeitura e lavava tudo. Um transtorno. Um dia foi proibida, ai os feirantes transferiram seus "paus" para o terreno baldio mais à direita que pertencia a companhias de petróleo.Foram ficando e o longo do tempo foram melhor se estruturando. Era o inicio da Feira de Água de Meninos. Quanto à Maria encontrou um lugar no  principio da Ladeira da Água Brusca, nas proximidades do Mercado do Peixe. Apesar do local bastante tosco, era visitado por grandes artistas da época, principalmente Jorge Amado, Calazans Neto, Caribé e outros. .

Quando se inaugurou o antigo Mercado Modelo, dizem que foi o Vereador Genebaldo Figueredo o responsável pela sua instalação nesse estabelecimento com um bom restaurante. Jorge Amado com seu prestígio deve ter ajudado.

J
Antigo |Mercado |Modelo

Maria de São Pedro na época

Quando o antigo mercado se incendiou  restando apenas as paredes da sua fachada (poderia ser recuperado) como foi de outras vezes, mas havia interesses em contrário quais sejam a construção da Avenida do Contorno, Ai Maria se mudou para o novo Mercado que foi Alfândega no principio do século e lhe foi dado belíssimo espaço nos primeiro andar do grande edifício. Mais uma vez foi o vereador Genebaldo que ajudou a transferência do Estrela do Mar para as novas instalações. 
Os sombreiros da direita pertencem ao restaurante de Maria. Os da esquerda a Camafeu de Oxossi

Sim,ao seu lado, se instalou outro restaurante o de Camafeu de Oxossi. Jorge Amado também era seu amigo.

Camafeu e Jorge Amado

Maria de São Pedro morreu em 1958 os 57 anos, sem presenciar a mudança do restaurante do antigo Mercado Modelo para o prédio das Alfândega. Seu filho caçula, Luiz Domingos já tinha tomado as rédeas do tradicional restaurante.

Luiz Domingos, filho de Maria de São Pedro - Assumiu às rédeas do negócio após morte de sua mãe

Mesmo morrendo relativamente cedo nunca perdeu sua alegria. Lhe era próprio:
Maria de São Pedro - Já com certa idade.

O único restaurante de bairro que merece ser citado ficava no Barbalho. Chamava-se  O China.
Era assim chamado não por que o proprietário parecia um chinês e não era. Ficava numa transversal da Rua Siqueira Campos, a mais importante desse bairro, na Rua Manoel Caetano.

Comida sensacional. Tempero maravilhoso.  Vinha gente de longe para levar a bela comida para casa, desde que as instalações eram muito pequenas. Tinha poucas mesas, sempre ocupadas.Eduardo (meu xarã) fazia as porções

Éramos um cliente assíduo desde que noivei e casei com uma moça do Barbalho. Sempre estava na área.  Corria os anos de 1953/54.

Antigo CHINA - o de toldo verde

Claro que antes de formalizar a presente postagem, consultamos a internet para ver o que havia sido escrito sobre o atual assunto. Deparei-me com o Blog denominado Culinária do Osvaldo. Um mestre das boas e folclóricas comidas de Salvador e de todo o mundo. Hoje é meu genro. Pena que tenha parado em 1912. Deveria continuar. Salvador cresceu muito, tem muita comida nova e interessante. O cardápio de Salvador está enorme.

Osvaldo - um "expert" na Europa.





Nenhum comentário:

Postar um comentário