ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 13 de dezembro de 2015

PINTURA EM 3D DO TETO DA IGREJA DA CONCEIÇÃO DA PRAIA

Como temos dito, tão logo Tomé de Souza chegou a Salvador no atual Porto da Barra e não Farol da Barra conforme algumas citações, cuja praia não permitia e não permite atracação de embarcações permanecendo poucos dias, achou por bem deslocar suas naus para a Bacia da Preguiça, lugar muito mais seguro.

Essa é uma das indicações de sua decisão (falta de segurança); a outra diz respeito que o local era mais próximo de onde seria a Cidade de Salvador, praticamente ao seu pé.

A Preguiça vista do alto (atual)

Isso também provoca a dúvida se foi Pedro Álvares Correia, conhecido como o Caramuru, que indicou o local onde deveria ser construída a cidade de Salvador (há em verdade um pedido de D. João ao referido senhor para tanto) ou se foi o estabelecimento das naus de Tomé de Souza bem próximo onde seria a cidade.

Em verdade, nesse caso, desconfia-se que Pedro Álvares indicaria um lugar para a construção da  cidade longe de seu sítio na Graça. Foge à regra da natureza humana em todos os tempos e locais.

Prosseguindo, tão logo Tomé de Souza aportou suas naus no novo local, mandou construir nas proximidades uma pequena capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição da Praia. Assim, teria sido a primeira igreja construída em Salvador.


Hoje é uma igreja monumental em todos os sentidos, externo e interno. 

Igreja da Conceição da Praia 

Infelizmente não foi. Há de se lembrar que Pedro Álvares de Souza chegou em Salvador entre 1508 a 1510, naufragado que foi. Construiu uma igreja na Graça. Possivelmente, também, apesar de não se ter registro oficial, Francisco Pereira Coutinho, primeiro donatário da Bahia quase com toda certeza, deve ter construído uma igreja no seu legado. Os portugueses daquela época eram muito dedicados à religião. Não ficaria tanto tempo sem o conforto espiritual de uma igreja. Mas quem sabe?  Não há registro. Por outro lado, há  de se lembrar que Pereira Coutinho foi acusado de herege, talvez, possivelmente, por não ter construído uma igreja, pelo menos oficialmente.

Pois bem, hoje a Igreja da Conceição da Praia é uma das mais impressionantes igrejas do Brasil, quiçá da América Latina. A faixada atual (pouca gente sabe disso) é a terceira versão do grande templo.

Também  seu interior é magnifico. O teto da igreja foi pintado em 3D,  conhecida na época por “pintura ilusionista”. Seu autor foi o pintor, dourador, etc. José Joaquim Rocha,  mineiro de nascença mais baiano de arte e beleza.

José Joaquim Rocha

Pintura do teto da Igreja da Conceição da Praia

Pintou o teto de outras importantes igrejas de Salvador como o da Igreja Rosário dos Pretos e São Domingos: 



Pintura dos tetos da Igreja São Domingo 


Pintura do Teto da Igreja Rosário dos Pretos

Nenhum comentário:

Postar um comentário