ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 25 de novembro de 2012

BACIA HIDROGRÁFICA DE SALVADOR- FOZ DE RIOS


Na postagem anterior abordamos a poluição do mar pelas indústrias petroquímicas. Vimos que as correntezas espalham essa poluição até as águas da Barra, afastando os peixes.
Já os rios que correm por Salvador, afastam as pessoas da maioria de nossas praias. É o caso, por exemplo, das praias de Amaralina, , Pituba,  Armação, Boca do Rio, etc. impróprias para banho há muitos anos. Nelas ou nas proximidades, deságuam as águas super poluídas dos rios que cortam Salvador
Já foi pior. Antes da construção do emissário submarino, a praia do Farol estava na lista das mais condenadas. As águas do Rio dos Seixos- Bacia do Lucaia - que hoje estão tubuladas na Avenida do Centenário, desaguavam nas proximidades do Morro do Cristo.
Parece um rio, mas não é. São águas de esgoto represadas nesse local- Praia do Farol

A foto acima é quase inacreditável. Vê-se como que um córrego. Não é! É água proveniente da “boca de lobo” então existente nas proximidades do Cristo, em frente à Rua Marques de Caravelas. Esta calamidade, só foi resolvida quando se fez o emissário submarino do Rio Vermelho e essas águas foram absorvidas pelo sistema. Porém, de vez quando, em dias muitos chuvosos, o sistema não suporta e águas pluviais voltam a jorrar pela antiga boca de lobo.
A seta indica a enorme boca de lôbo através das quais as águas provenientes do Rio dos Seixos (braço do Lucaia) no Chame-Chame, despejavam na praia em frente. Num determinado dia, causou a contaminação da Praia do Farol vista acima.
Mapa da área - A seta perpendicular indica a posição da boca de lobo. A seta horizontal mostra a direção que as águas tomaram. (Praia do Farol).
Diz-se, frequentemente, que o emissário submarino do Rio Vermelho resolveu o problema do despejo das águas dos rios de Salvador, no entanto, em pleno Rio Vermelho, o Rio Lucaia tem sua foz na praia em frente ao Largo da Mariquita. Ficamos sem entender o processo de capitação dessas águas, tão alardeado.
As setas indicam a captação das águas dessa área para o emissário submarino do Rio Vermelho.
Rio Lucaia chegando no Rio Vermelho
Desembocadura do Rio Lucaia- Praia da Mariquita
Mapa da região do Rio Vermelho- A seta preta em baixo, indica a foz
 Mais adiante, no Costa Azul, a poluição aumenta. Temos aí a desembocadura do Rio Camurujipe. Nasce em Boa Vista de São Caetano e deságua no Costa Azul.
Mapa da região do Costa Azul- Há de se reparar o traço azul terminando na praia do mesmo nome. É a desembocadura do Rio Camurugipe.

Foz do Camurujipe - Via satélite
Em seguida temos a Praia de Armação. Também um rio desemboca no seu espaço.

 Armação

Este mapa indica uma pequena foz, mas não se confirma
Foz da Boca do Rio - Rio das Pedras

Ai sim. Na Boca do Rio desemboca o Rio das Pedras. Contamina diversas praias à direita e à esquerda.
Piatã

Rio Trobogy

É chamado de Rio Cascão a partir da sua nascente, em Águas Claras, atravessando a Via Regional e indo desaguar na Represa de Ipitanga. A partir dai recebe o nome de Rio Trobogy até a Paralela, quando é denominado Rio Jaguaribe. Deságua na Praia de Piatã.


Bacia Hidrográfica de Salvador

Nenhum comentário:

Postar um comentário