ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O CASARIO DO ANTIGO BAIRRO DA SÉ - PRAÇA DA SÉ ATUAL

Por mais incrível que pareça a nossa querida Praça da Sé é “novinha” em termos de história. Ela foi construída por volta de 1933/1935.Era praticamente um bairro com suas ruas e muitas casas (fala-se em quatro quarteirões). Possivelmente era chamado Bairro da Sé ou Alto da Sé. Não importa muito o detalhe.
Não há fotos do local, propriamente dito, mas há indícios que irão nos dar uma idéia do mesmo. É a vontade de pesquisar.


Vista panorâmica de Salvador- Seta indicativa do bairro da Sé


Na parte de baixo, vê-se ainda o antigo Mercado Modelo, mas vamos olhar para a cidade alta, com base no Elevador Lacerda. Subamos! Ao seu fundo a Praça Municipal (Tomé de Souza) e a Câmara de Vereadores. Ainda existia a Biblioteca Pública do Estado e o Edifício da Imprensa Oficial, aquele incendiado e este demolido no ano de 1973.

Logo, se os dois prédios ainda estão no lugar, a foto é anterior a essa data, digamos aí por volta de 1930/31.

Agora, vamos dirigir nosso olhar mais para esquerda (fundos da Bibilioteca e Imprensa Oficial). O que vemos? A igreja da Misericórdia bem atrás da Biblioteca Pùblica (o segundo prédio à direita) e atrás da igreja da Misericórdia o casarío da Praça da Sé, incluso aí a antiga Catedral da Sé que não se achava noutra foto bem delineada (indicação com seta vermelha).

Deve ter ficado alguma dúvida. Claro! Mas vamos tentar melhorar a coisa
.

.
Biblioteca e Igreja da Sé ao fundo da Rua da Misericórdia
Se dízimos que a Catedral da Sé não ficou bem delineada, na foto acima ela está bem à vista, com sua frente voltada para o mar. Temos no primeiro plano a belíssima Biblioteca Pública (ainda não havia sido construído o prédio da Imprensa Oficial); à sua direita o prédio da Pastelaria Triunfo; a rua da Misericórdia ao seu lado e ao fundo, parede, a antiga Catedral, como que fechando a rua.

Já melhoraram as nossas convicções. Agora, convidamos o leitor para analisar outra foto importante:
Vista panorâmica da cidade

Acima uma fantástica foto da Salvador dos anos 1890/1900. Na parte baixa o Cais das Amarras e seu belíssimo conjunto de prédios - estilo pombalino - dentro de uma mesma simetria
Subamos Bem a direita da foto a Igreja da Sé com sua frente voltada para o mar.(seta vermelha). Ao seu lado o Palácio do Arcebispado de Salvador e em seguida, os fundos ou as frentes de um conjunto de residências. (sinalização roxa) Por fim, à esquerda à hoje Catedral de Salvador investida desse título após a demolição da Igreja da Sé, mas este é um assunto para depois. (seta amarela)
Antiga Igreja da Sé


Podemos melhorar ainda mais a nossa visão e convicções postando uma belíssima pintura de autoria, possivelmente de Diógenes Rebouças, da mesma área, mas com a força e a expressão das cores:

Tela de Diógenes Rebouças- Vê-se claramente as duas igrejas e o Bairro da Sé ao meio
Fizemos questão de não acrescentar nenhuma seta a essa reprodução afim de que tenhamos toda ela no original, contudo, são bem nítidas e claras a Igreja da Sé à direita; em seguida um edificio rosa que é o Arcebispado e logo após, o belíssimo casarío da Sé ao centro; à esquerda, por fim, a atual Catedral.
Por fim, vamos acrescentar uma série de novas fotos da antiga igreja que nos chegaram ao conhecimento:






Faz algum tempo que publicamos a postagem acima. Ela está repleta de dúvidas, principalmente de relação ao casario então existente na hoje Praça da Sé, incluso nesse contexto a antiga Igreja da Sé que era a Catedral de Salvador.
As fotos e gravura acima publicados procuram mostrar o bairro da Sé nos contornos do morro. De longe, portanto. Percebe-se tratar-se de prédios antigos, geralmente de dois ou três andares. Não se tinha nada de perto, mostrando-os.
Ninguém teria registrado esse antigo pedaço de Salvador como fizeram com outras partes da Cidade Alta - São Bento – São Pedro – Rosário – Campo Grande. Apenas a igreja fora retratada e desenhada e sabemos como ela foi, mas as casas em torno de nada se sabia e eram muitas, simplesmente, quatro quarteirões.
Mas eis que retorna  às nossas vistas a foto adiante. Já tínhamos conhecimento da mesma. Estávamos estudando seus detalhes.
Colocação dos primeiros trlhos de bonde na antiga Praça da Sé
Julgava-se que a colocação dos trilhos fora feita após demolição da igreja e de todo o casario existente. A foto acima mostra que não. Pelo menos, uma parte dos trilhos fora colocada ainda com dois quarteirões de casas intactos. (reparem dois telhados após o primeiro lance de casas e, possivelmente, o paredão ao lado, deva ser da antiga igreja).
Certamente, após isso as negociações prosseguiram para a demolição desses dois quarteirões agora percebidos e a igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário