ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

ESPIONAGEM CONTRA O BRASIL

O mundo está em polvorosa. O Brasil está em polvorosa. Os Estados Unidos vêm bisbilhotando até os Presidentes dos países, independentemente de ser amigo, inimigo ou neutro. Também está penetrando nos segredos das empresas desses países e em nosso caso, notadamente a Petrobrás. Ela que julgava ser a única detentora ou principal detentora da técnica de perfuração de petróleo na camada do pré-sal, já não é mais. O País norte americano já tem as informações que precisa para também ele perfurar o pré-sal aonde quiser desde que existem pelo mundo outras camadas de pré-sal, claro.

Plataforma

Mas, e daí, dirão alguns. Chegaria um dia que todos haveriam de saber como fazer esse serviço, mas existe um detalhe, aliás, um grave detalhe: o Brasil gastou bilhões de dólares para chegar no ponto onde se encontra e em poucos segundos os Estados Unidos tomam conhecimento de tudo, de graça, sem gastar sequer um dólar. Sensacional! Para eles.

Assim pensando, não vemos na reação do governo brasileiro algo que se fale em ressarcimento, indenização, multa ou algo parecido que obrigue aos Estados Unidos pagar ao nosso País. Por enquanto, estão pedindo uma “explicação” e até o momento os Estados Unidos estão dizendo que “isto” trata-se de uma rotina. É brincadeira!

Agora, vamos admitir o inverso da moeda, ou seja, fosse o Brasil o País bisbilhoteiro e os Estados o País bisbilhotado. Aí, sem dúvida, que a reação seria bem outra. De cara faria intervenções nas importações de produtos brasileiros; convocaria urgente a Assembléia na ONU para discutir o assunto; retiraria seu embaixador do Brasil e demais membros, etc. etc.


Teria alguém dúvida disto? Achamos que não. É uma questão de princípios, no caso, princípios diplomáticos. Os Estados Unidos agem assim como a grande potência que é. O Brasil e demais países, caminham até com medo de ofender a grande nação. Vão tateando, agachados e tudo vai ficar em nada. Alguém tem alguma dúvida?


Nenhum comentário:

Postar um comentário