ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

GALPÕES DAS ANTIGAS FÁBRICAS DE ITAPAGIPE

As Associações de Bairros de Itapagipe e a Prefeitura estão sem saber o que fazer com os galpões das antigas fábricas que se instalaram em Itapagipe no principio do século passado até meados desse mesmo século. A maioria está em ruína interna, digamos assim, desde que a parte externa está relativamente intacta.

Um desses galpões já foi como que “modificado”, poderíamos assim dizer: trata-se daquele onde funcionou a Fábrica de Chocolate Barreto de Araújo. Após o fechamento da indústria, todo ele foi ocupado por pessoas pobres e “montaram” por assim dizer, uma favela dentro do mesmo. Água e Luz obtiveram de gatos da rede pública e os dejetos eram jogados no mar num dos lados e no fundo. Nesse último aspecto, comentamos certa feita que esta situação não era pior ou melhor do que ao tempo da fábrica que jogava ao mar as borras de cacau e o local ficava marrom e cheirava a chocolate. 

A antiga favela e à esquerda a Praça Divina - juntas!

 
Como é sabido, a Prefeitura conseguiu transferir os moradores para outro local; botou abaixo as paredes do antigo galpão e construiu no local a Praça Dodô e Osmar, infelizmente de um tremendo e absoluto mau gosto. Poderiam ter feito no local um espaço maravilhoso, desde que ao lado existia a Praça Divina e justava-se as duas num projeto extraordinário. Mas não! As duas, apesar de pegadas, continuam separadas e no local fizeram como que  um areal para o pessoal jogar baba. É a mais feia praça da Bahia, quiçá do Brasil. Uma pena!
E o que fazer com os demais galpões? Temos uma sugestão. Poderão ser transformados em espaços culturais, em escolas, bibliotecas, teatros e num deles ou dois deles, fazer um ou dois  ginásios de esportes para substituir àquele que foi destruído na implosão da antiga Fonte Nova. Também num deles, construir a piscina pública em substituidão igualmente à da Fonte Nova que foi enterrada. E mais uma porção de coisas. Não é uma boa ideia?

E não será necessário colocar abaixo cada uma dessas estruturas. Bastante entregá-las aos arquitetos e artistas outros que darão as cores e as luzes necessárias para o seu brilho e destaque. Não tenham pejo.  O principal e mais importante estádio do mundo é uma ruína: chama-se Coliseu. Fica em Roma.



Não temos dúvida, se o atual Prefeito “comprar” essa sugestão estará consagrado para toda a vida. Ele já é bom, mas precisa se consagrar desde que é o sonho de qualquer político. Jacques Wagner o ajudará, tenho certeza disso. Está se tornando um grande governador para Salvador e dizem para toda a Bahia.

Esta seria uma obra que o mundo inteiro irá admirar. É só fazê-la.Não querem recuperar a Cidade Baixa? Está aí a grande oportunidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário