ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sábado, 22 de janeiro de 2011

O QUE SE CHAMA “CIDADE ALTA”

À principio, a Cidade de Salvador deveria ser mais ou menos assim:

Da autoria do senhor Rubens Antônio, o trabalho acima mostra-nos como deveria ser Salvador ao tempo do descobrimento. Não é uma simples criação fotográfica. Tem uma base. Vejamos qual:

Foi fotografada uma boa parte da cidade atualmente e, em seguida, retirados todos os componentes então existentes. Restou a virgindade de seu mar, suas praias e sua encosta.

Geográficamente, esta encosta com cerca de 90 metros de altura, é onde hoje se encontra a Cidade Alta de Salvador.

Há de se reparar, contudo, que não dissemos que a referida encosta é a Cidade Alta. Foi dito, claramente, “é onde hoje se encontra a Cidade Alta de Salvador”.

Porque isto? Nenhum baiano da gema haverá de dizer na vida que em estando, por exemplo, na Graça ou no Garcia, apenas para citar duas localidades situadas na parte elevada da cidade, que ele está na Cidade Alta. Não diz! Estou no Garcia. Vou ao Garcia. Estou na Graça.

Rigorosamente, a Cidade Alta é aquela região onde se acha hoje a Praça Municipal; a Rua Chile; a Praça da Sé, a Ajuda, a Praça Castro Alves, São Bento, São Pedro, por aí, pelas redondezas.

É uma tradição? Sem dúdida que é, mas uma tradição com base na historia da formação da Cidade de Salvador. No seu começo, ela se limitava entre a Praça Castro Alves e a Misericórdia.

Seus limites eram: ao sul, porta de Santa Luzia, no sitio onde hoje a Rua Clile encontra-se com a Praça Castro Alves; ao norte, porta de Santa Catarina, no limite atual entre a Praça Municipal e a Rua da Misericórdia; à leste, a Barroquinha (barroca pequena); a oeste a Baía de Todos os Santos, o mar em si.

Decorria o ano de 1549, fundação da Cidade de Salvador.

Nascia Salvador, que seria a porta do Brasil, capital do Atlântico Sul até 1763. Começava a efetiva ocupação do Brasil pela administração lusitana





Mapa de Salvador ao tempo de sua fundação. Vê-se, claramente, as quatro portas da cidade que se fundava. Uma à direita; duas no centro do mapa (uma em cima e outra em baixo) e uma quarta à esquerda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário