ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 17 de março de 2011

CRESCIMENTO TÍMIDO PARA O NORTE

Enquanto para os lados do Pelourinho e Santo Antônio Além do Carmo se construiam casas belíssimas e se multiplicavam as igrejas e os conventos das diversas congregações religiosas, do lado sul, as construções eram bem mais modestas. O crescimento era tímido!
Por exemplo, no trecho entre o Convento de Santa Tereza e o Largo dos Aflitos, poucas residências poderão ser destacaas e uma delas é aquela onde morou e morreu o poeta Castro Alves. No local, hoje, funciona o Colégio Estadual Ypiranga, onde estudou o próprio Castro Alves e o escritor Jorge Amado, este em 1927 e aquele por volta de 1855.


Placa na parede do prédio


Colégio Estadual Ypiranga

É interessante observar que a burguesia da época aproveitou muito bem o alto do grande platô onde se construiu Salvador dêsde as elevações do Pelourinho até quase o bairro do Barbalho, onde termina Santo Antônio. Fez-se, praticamente, o que hoje estão fazendo as construtoras no Corredor da Vitória. A única diferênça - talvez a grande diferença - seja o fato de que a maioria dos apartamentos da Vitória tem a frente voltada para o mar ou, pelo menos, valorizam mais o mar do que a própria rua. Estamos porém na era do ar condicionado que equilibra a situação.

Naqueles tempos não havia esse conforto. Então as frentes das casas eram para o lado contrário ao poente, isto é, da rua. Os fundos voltados para o mar, mas que também era visto quando se quizesse - era só ir aos fundos da casa - tinha sempre uma janelinha.

Isso posto, era de esperar que também as residências que se construissem na Avenida Visconde de Mauá e a Rua Democrata que lhe dá sequência, aproveitassem as mesmas condições geográficas observadas em Santo Antônio, por exemplo.
Mas, que residências? A área é um deserto. Não tem quase nada. A única exceção é este edificio que vemos abaixo – construção bem recente e mais alguns outros de menor envergadura. Muito pouco! Antigamente, nada se fez.


Acima vista aérea da área। Vê-se, claramente, a Av. Visconde de Mauá, inicialmente passando atrás do convento no alto e sinalizada em amarelo; ela termina na curva da Rua Democrata em baixo (sinalização verde).Ao centro, outra sinalização verde, mostrando o único grande edifício da área.

Mapa da área que se comenta

Como era Salvador ao tempo de sua colonização. Sempre é bom rever essa foto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário