ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

: LARGO DA RIBEIRA

LARGO DA RIBEIRA

O Largo da Ribeira se estende desde o fim da Penha até a esquina da Rua Lélis Piedade. A partir daí até as proximidades do Hidroporto da Ribeira chama-se Largo Gal. Osório. Apesar de nomes distintos, não se percebe a divisão. Tudo é chamado Largo da Ribeira. É enorme! Tem cerca de 700 metros de comprimento.

Largo da Ribeira sinalizado em vermelho

Ainda o Largo da Ribeira
Largo da Ribeira- Esquina com Rua Lélis Piedade
Mais ou menos aqui ficava o abrigo dos bondes
 
 
Naus e mais naus
 
Antigamente, entre as décadas 1940 e 1960, existia bem em frente à Rua Lélis Piedade um abrigo de bondes que nem o existente ainda hoje no Bonfim. Chamava-se Abrigo da Ribeira e era o terminal de bondes da localidade, depois terminal dos primeiros ônibus. Em certo dia, resolveram demoli-lo para a junção dos dois largos e esperava-se o surgimento de uma grande praça, talvez a maior da cidade e não deu em nada. Aliás, deu! Uma peça urbana da pior qualidade. Tiveram um espaço maravilhoso e não souberam aproveitá-lo. Parte dele, atualmente, serve para manobra de ônibus, cujo terminal ali se situa e pátio de treinamento de escolas de motoristas. Como se pode perceber na foto são grandes áreas, sem nenhum equipamento, pouquíssimas árvores, enfim, nada que dê ares de uma boa, digna e grande praça.
 
De onde vem o nome Ribeira? Certamente originário de Ribeira das Naus na bacia do Tejo, em Lisboa. Neste local ficavam os grandes estaleiros portugueses de construção naval e reparos de naus. Com o passar do tempo, o nome Ribeira das Naus ou simplesmente Ribeira, virou sinônimo de estaleiro.
Devido as características da Enseada dos Tainheiros, com suas reintrancias e canais perenes, mar sempre tranquilo, foi um dos locais preferidos pelos portugueses para instalação de estaleiros e ancoradouros em suas margens. Foram instalados diversos "Ribeira das Naus" em Itapagipe.
Sendo verdadeira ou não a hipótese levantada, se a Ribeira foi um dia Ribeira das Naus, hoje ela é, certamente, Ribeira das Canoas, Ribeira dos Saveiros, Ribeira das Escunas e Ribeira dos Catamarães. Efetivamente, lá se encontra a maior flotilha de cada uma dessas embarcações na Bahia, daí as inúmeras marinas existentes, dando ao local requinte e charme que são consequências dessas atividades, em qualquer parte do mundo. Falta saber aproveitá-las.

Nenhum comentário:

Postar um comentário