ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sábado, 9 de abril de 2011

AINDA A GRAÇA


Nossa Senhora da Graça

Certo dia Diogo soube que um índio havia encontrado numa praia uma imagem de madeira de Nossa Senhora da Graça de Portugal, juntamente com outros materiais de seu naufrágio. Levou-a até Catarina que achou que aquela santa se parecia com a mulher que vira em seu sonho e lhe pedira um abrigo. Foi imediatamente satisfeita por ele que iniciou a construção de uma pequena igreja, célula- mater da hoje excepcional Igreja da Graça.

Igreja de Nossa Senhora da Graça- Antiquísima


Mas há quem diga que não! O historiador Frederico Edelweiss, afirma que a primeira igreja de Salvador e, consequentemente do Brasil, teria sido iniciada na Conceição da Praia. Parece que não! Segundo se sabe, após Tomé de Souza ter chegado na Bahia em 1549, mandou erigir uma igreja lá em baixo onde é hoje a Conceição da Praia. A Igreja da Graça seria de 1536. O difícil hoje em dia é saber qual das Nossas Senhoras da Graça foi dar nas praias da Bahia e chegar às mãos de Diogo e coincidir com os sonhos de Catarina.

Sim! Catharina teve um sonho que nem aquele outro tido por Catarina Labouré em 19 de julho de 1830, quando lhe apareceu Nossa Senhora das Graças nos arredores de Paris.

 
Por exemplo, só em Portugal existem quatro Nossas Senhoras da Graça: Nossa Senhora da Graça de Nisa; Nossa Senhora da Graça de Póvoa e Meadas; Nossa Senhora da Graça de Divor em Évora e Nossa Senhora da Graça dos Degolados em Campo Maior।Ainda há uma quinta, esta de Cabo Verde – Nossa Senhora da Graça da Praia. Vendo a existência dessa última, será que nosso amigo historiador Frederico não trocou as bolas, quando soube da existência dessa última que é da Praia que nem Nossa Senhora da Conceição da Praia? Tem algum indício! Sem querer complicar, ainda podemos nos referir à Nossa Senhora das Graças das aparições à Santa Catharina Labouré na França e ao citar esse fato, não nos esqueçamos de dois detalhes importantes nessa história: primeiro, Caramuru tinha muita proximidade com os franceses, e não se pode esquecer que ele naufragou de uma nau francesa. Segundo, as aparições que são atribuídas à Catarina Labouré, coincidentemente ou não, tem o mesmo prenome de nossa princesa indígina. Por último, vale a pena registrar que o casal teve 5 filhas:: Madalena, Filipa, Ana, Apolonia e Gracia. Fora do casamento, Caramuru teve vários filhos bastardos. O homem não era fácil! Fala-se que sua prole somava mais de 30 filhos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário