ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

REVITALIZAÇÃO DA CIDADE BAIXA - 1

Quando a Prefeitura anunciou em 1998 o projeto da Via Náutica, uma grande perspectiva se formou ao redor dela, desde que o empreendimento traria evidentes benefícios na área do turismo e outras para a Cidade Baixa.

Há muito tempo que não se fazia nada de peso nessa área. Nos idos de 1940, Itapagipe foi nomeada pólo industrial de Salvador. Um gigantesco fracasso! Não restou uma indústria para contar a história. Ficou apenas a lembrança dos prédios e dos galpões abandonados, hoje caindo aos pedaços e ajudando na degradação da área.

Em passado mais remoto, meados do século XVIII a princípio do século XIX, Salvador que era tida como o maior centro comercial do hemisfério sul, deixou de sê-lo quando se pôs a baixo toda uma estrutura de magníficos prédios, estilo pombalino, para se fazer as avenidas de apoio ao Porto que se instalaria em 1913.

Diz-se que foi necessário! Sem dúvida, fosse o local bem mais escolhido, o que não ocorreu. O Porto de Salvador jamais deveria ter começado onde começou, em frente ao Forte de São Marcelo, área de pouca profundidade e de manobra complicada, justamente pela presença do referido forte.

Comentamos vastamente o assunto em postagens anteriores. Estamos apenas reabilitando alguns detalhes de maior importância. O seu começo deveria ter sido após o então Cais do Ouro, até mesmo em Água de Meninos ou até em São Joaquim.

Levantamos até a hipótese de que o Porto de Salvador deveria ter sido construído em Aratu, que hoje tem melhor desempenho funcional que o da Capital. Os dados são oficiais!

Se os homens daquela época tivessem tido esta visão, o Comércio seria hoje um lugar maravilhoso com seu Cais das Amarras, com o mar batendo no cais da Associação Comercial e teria sido preservado o Cais Dourado, hoje Praça Marechal Deodoro das feiras de rolo e outras mazelas sociais.
Cais das Amarras

Essa simetria vê-se muito em algumas cidades da Europa


Como na Vila Nova de Gaia -Portugal



Nenhum comentário:

Postar um comentário