ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 8 de novembro de 2009

EDSON DA CONCEIÇÃO - MENINO DE ITAPAGIPE

Nas duas postagens anteriores, escrevemos sobre a natação e o remo em Itapagipe. Dois grandes esportes e Itapagipe foi brilhante no passado ao revelar e notabilizar grandes nadadores e remadores. Edson da Conceição foi um deles. Tinha um estilo maravilhoso, próprio dos meninos da Praia da Preguiça que deu à Bahia inclusive, uma campeã brasileira e sul-americana, Sônia Maria de Jesus.

Edson veio de lá e foi morar com a família Pedreira, de Caio Mario Pedreira. Certo dia, Edson resolveu ir para São Paulo e conhecendo natação, foi ser professor dos filhos do cantor Moacir Franco.

No ambiente artístico que se meteu, foi se envolvendo com música e se tornou um grande compositor, um dos preferidos da cantora Alcione, que costumava abrir seus shows com uma de suas músicas.

Antes de morrer, precocemente, mas já pressentindo a morte que se avizinhava em razão de seu estado de saúde, escreveu a excepcional música “Não deixe o samba morrer”. Era a sua despedida.
 
"Eu vou ficar
No meio do povo
Minha escola perdendo ou ganhando
Mais um carnaval
Antes de me despedir
Deixo ao sambista mais novo
O meu pedido final:

Quando eu não puder pisar mais na avenida.
Quando as minhas pernas não puderem agüentar
Levar meu corpo, junto com meu samba
O meu anel de bamba entrego a quem mereça usar.

Não deixe o samba morrer
Não deixe o samba acabar
O morro foi feito de samba
O samba para gente sambar”.



Edson Conceição. Interpretação da cantora Alcione

Alcione

Nenhum comentário:

Postar um comentário