ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

RUA BARÃO DE COTEGIPE

A Rua Barão de Cotegipe é o primeiro grande acesso de quem vêm do Largo de Roma em direção à Calçada e daí até outras partes da Cidade da Baixa. O mais antigo! Praticamente, esta rua corre paralela ao mar à sua direita. Faz ligações com a faixa litorânea através 8 transversais a saber:
 Rua Frederico Lisboa, Rua Tobias Barreto, Rua Lucas Dantas, Rua Agrário de Menezes, Rua do Canta Galo, Rua Gal. Andréa e Rua Lidimar.


 
Rua Barão de Cotegipe - A primeira após à praia
 
Essas transversais medem aproximadamente 230 metros e são os acessos que o público tem para usufruir as benesses de uma praia.

Falamos com destaque da Rua do Canta Galo. Vimos a verdadeira origem de seu nome. Não era porque lá existia uma rinha de galos, mas tão somente um galo,  pertencente ao senhor chamado Oscar.

Rua do Canta Galo
 
Gostariamos também de falar da Rua Lidimar, a última já quase em frente ao Largo da Calçada. Antigamente, no tempo do seu Oscar, esta rua chamava-se Rua da Fortuna. Porquê? Morava na mesma uma senhora chamada Dona Fortuna. Uma inversão de valores! Em verdade, Dona Fortuna era uma senhora bastante pobre. Coisas do povo. Brinca até com o infortunio das pessoas!
Rua Lidimar - Antiga Rua da Fortuna
 
Algo também interessante quanto inusitado tem esta rua. Com inicio na Barão de Cotegipe, segue em direção ao mar, sentido sul, mas quando se alcança a ponta, não se vê o mesmo. Construiram um barraco tomando a frente. Toda a vista e a circulação de ar estão bloqueadas. Só o morador desse barraco tem o privilégio exclusivo das benesses da natureza. O outro lado do seu imóvel dá para a praia. Um privilegiado. O resto que se dane!
 
Vejamos em fotos recentes algumas das transversais, estas felizmente com vista para o mar:


Transversal


Rua Agrário de Menezes- Uma amendoeira dá um toque especial

Fosse apenas o mar como cenário e estaria tudo bem. A praia em sí é uma miséria. Este é o termo. Degradada! Cheia de antigos terminais de esgotos. Horríveis e terríveis fundos de casas e indústrias. Marginalidade das mais sérias. Não fosse o mar ali agitado, chegando às vezes a bater nas casas e, certamente, já teriam construído um novo Alagados. Em não podendo, dormem na própria praia. Fazem as necessidades nela própria. Robam para se sustentar. As casas das transversais se protegem com grades.

Antigos terminais de esgoto

Ao fundo o Forte de Monte Serrat- O resto é degradante!

É esta a área que foi desapropriada pela Prefeitura. Tecemos comentários sobre essa desapropriação em postagem anterior. A impressão que temos é que será aterrada para ampliação do Porto de Salvador, aliás, como dissemos, coisa que deveria ter sido feita no passado em vez do aterro do Comércio. Mas aterro do Comércio? Não foi certo? Não foi! Os senhores vão ter a devida explicação quando lá chegarmos, na caminhada que estamos fazendo em sua direção pela Barão de Cotegipe.


Área desapropriada com 324 mil metros quadrados

Tem muito político contra. Não sabem nem o que falam. A maioria nem conhece o local. Quando forem conhecer, será necessário levar muitos seguranças.



Ponta da Água de Meninos

O Porto de Salvador chega até aqui. Logo após vem a Enseada de São Joaquim. Em seguida, começam as praias das transversais da Barão de Cotegipe. O mar vai ser empurrado para fora até a profundidade ideal para atração de grandes navios ou será feita uma dragagem. Esta é a grande solução! Levou quase 100 anos para ser tomada.





Um comentário:

  1. MUITO LINDO A CIDADE EU MORO EM GRAVATAÍ E FUI PEDIDA EM NAMORO ...AI POIS FOI MUITO ESPECIAL ,A BELEZA DA SIDADE DESNUNBRANTE...

    ResponderExcluir