ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 15 de novembro de 2009

SÃO JOAQUIM - CASA PIA E COLÉGIO DOS ORFÃOS DE SÃO JOAQUIM

Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim - Igreja de São Joaquim
 

Vista aérea

Visitamos a Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim. Uma série de fotos será mostrada nesse blog. Poderíamos fazer um relato completo sobre a instituição, mas em trabalho de pesquisa, encontramos essa matéria de autoria da EMTURSA. Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim. Sem data. Disponível em www.emtursa.salvador.gov.br/Template.asp?
Excelente o trabalho. Resolvemos reproduzi-lo.

"A Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim tem mantido o mesmo objetivo atendendo às classes carentes e suas necessidades. Nesta seção será feito um panorama geral da instituição que tem suas raízes no século XVIII.

Localização


A instituição se localiza no estado da Bahia, na cidade do Salvador, na Avenida Jequitaia, número 375, no bairro de Água de Meninos.

Fundador: Joaquim Francisco do Livramento

Nascido na cidade de Florianópolis, o Frei Joaquim viveu toda a sua vida em razão de ajudar os pobres, viajando sempre a pé vivia como pedinte. Com recursos obtidos fundou em sua terra natal um hospital para os pobres. Deixou dois seminários para órfãos um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro. Confiou a direção destas instituições a confrarias religiosas. Em 1799 chegou à Bahia e fundou com as esmolas o Asilo de São José no antigo Distrito de Santo Antônio Além do Carmo. (FUNDAÇÃO GREGÓRIO DE MATOS) (2006)

Fundação, objetivos e mudanças


O edifício onde hoje funciona a Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim foi doado em 1724 à Companhia de Jesus por Domingos Affonso, mas passou a pertencer à Coroa com a expulsão dos jesuítas, caindo em ruínas. Após restauração pela Corporação do Comércio, em 13 de maio de 1822, o edifício foi doado à Casa Pia dos Órfãos, por mediação do governador D. Francisco de Assis Mascarenhas, o Conde de Palma, realizando-se sua inauguração, em 12 de outubro de 1825, dia do aniversário do imperador D. Pedro I.
O instituto foi denominado Colégio dos Órfãos de São Joaquim, em homenagem ao Irmão Joaquim, seu instituidor que se dedicou de corpo e alma à filantropia, à educação e à instrução das crianças pobres. (FUNDAÇÃO GREGÓRIO DE MATOS, 2006).

A instituição foi criada com o intuito de cuidar do seguinte público jovem dando-lhes uma profissão:
filhos de feirantes da feira de São Joaquim; (Em verdade Feira de Água de Meninos- nota própria)
filhos de mães solteiras que não tinham com quem deixá-los quando saiam para trabalhar.
filhos de famílias carentes do bairro;
filhos e netos de escravos (a instituição foi fundada na época em que se consolidava o processo da abolição da escravatura).

No início, na instituição dos Órfãos de São Joaquim havia apenas oficinas para cursos técnicos como sapateiro, pedreiro, eletricista, carpinteiro, ferreiro com o intuito de profissionalizar mão de obra e inserir estes menores no mercado de trabalho e, no caso dos filhos e netos de escravos, oferecer-lhes uma profissão inserindo-os na nova realidade.
Hoje, abriga apenas escola nível primário com projetos para introduzir cursos de informática, hotelaria, garçom e cozinheiro. O objetivo é continuar atendendo a jovens, adaptando-se à realidade atual.

Divisão por gênero


A instituição, desde a sua fundação até hoje, só recebe meninos. Na época da sua criação não existia o modelo de escola mista.

Regime de ensino


Desde a sua fundação a escola segue o modelo de regime de internato. No período da sua fundação, os alunos saíam da instituição um final de semana por mês para a casa dos pais. Hoje, saem na sexta-feira à tarde e retornam na segunda pela manhã.

Influência religiosa


Inicialmente havia ensino religioso até pela própria origem da instituição. Atualmente a escola atende à grade curricular normal sem interferência religiosa. No complexo não há interferência do padre, nem da Igreja na educação dos alunos. Hoje a escola atende a alunos de diversos segmentos religiosos sem distinção.

Alimentação, material didático e fardamento


A alimentação, o material didático e o fardamento são doados pela própria instituição desde a sua criação até hoje. Tanto o material quanto o fardamento são adaptados de acordo com a necessidade de cada época não havendo um padrão estabelecido.
Projeto pedagógico, sistema de ensino e tendência pedagógica
Atua com metodologia mista entre o tradicional e o construtivista piagetiano. Segue basicamente às exigências curriculares do Ministério da Educação (MEC) para a formação dos seus alunos.
No colégio além da grade normal há algumas atividades extras entre elas aula de música e oficinas de filosofia.

Perfil do educador


A Casa Pia é mantida por trabalhos voluntários e pelo convênio que tem com a Prefeitura Municipal que dispôs de alguns professores. A própria prefeitura treina e capacita os profissionais da Instituição.
Estrutura física
Não houve qualquer alteração na sua estrutura física somente a restauração e conservação dos ambientes, inclusive encontram-se em excelente estado.
No colégio, além das salas de aula e dos dormitórios há cozinha, refeitório, biblioteca, auditório, sala de apresentações, sala de TV, enfermaria, consultório odontológico, assistência social e quadra de esportes.

Sistemas punitivos


Até pelo próprio perfil, os menores entravam desde cedo na instituição se adaptando assim às suas normas de forma natural. Não há problemas de adaptação e disciplina, em casos isolados sempre houve diálogo e orientação.

Beneméritos


No inicio das suas atividades a instituição era financiada pela elite da época (inclusive recebeu visita de D. Pedro II). Atualmente é mantida pelos trabalhos voluntários, pelo convênio que mantêm com a prefeitura, com aluguéis de salas pertencentes à igreja e com a renda dos casamentos realizados na igreja do complexo.

Alunos de destaque


A instituição formou desde procurador da república à oficiais da marinha e delegados. Alguns deles contribuem até hoje com a escola, mas não querem ser identificados. Muitos ex-alunos são funcionários da escola. Alguns são beneméritos, o que denota uma relação pessoal, de afeto com a instituição.

Considerações Finais

A construção deste material possibilitou a preservação, divulgação e conhecimento da história educacional do país. Na realização deste trabalho foi possível verificar as mudanças que ocorreram na educação. Na visita à instituição percebeu-se um ambiente onde o passado e o presente conviviam em excelente harmonia".

Um comentário:

  1. essa estituicao recebe crianca sem o conhencimento do pai somente o da mae

    ResponderExcluir