ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

HIDROPORTO DA RIBEIRA EM ITAPAGIPE

Uma das grandes atrações da Penha nos idos de 1940 era a descida dos hidroaviões no Canal da Penha ou Canal da Ribeira como alguns costumam chamar. A foto aérea vai nos mostrar esse canal muito melhor que palavras:
 
Canal da Ribeira

É bastante nítida a faixa mais escura do mar, denotando ali a existência de um canal de uma profundidade aproximada de 3 a 7 metros, mesmo nas marés baixas. Uma bóia amarela sinalizava o principio do mesmo.

Dessa bóia até em frente á atual Marina da Penha distavam 1.946 metros e daí até o Hidroporto da Ribeira eram mais 676 metros, num total de 2.572 metros. Os aviões pousavam de fora para dentro e nunca ao contrário e era uma atração constante aos moradores de Itapagipe.

Quando um avião começava a fazer a manobra de pouso, dezenas de pessoas corriam em direção à Ponta da Penha para assistir a “amarrissagem” do aparelho.

Nota: o termo “amarrissagem” está sendo usado para definir o pouso de aviões no mar. Aterrissagem, é na terra.

O Hidroporto da Ribeira começou a funcionar no ano de 1932, mas a atual estrutura só começou a ser implantada em 1937 e inaugurada no dia 18 de maio de 1939 por iniciativa dos americanos sediados em Salvador, ao tempo da guerra.

Tinha uma importante missão. Os aviões que o usavam faziam o patrulhamento da costa contra submarinos inimigos.

Foi o segundo aeroporto de Salvador, desde que o Aeroporto 2 de Julho foi construído em 1925 pelo engenheiro francês Paul Vachet por solicitação da “Compaigne Generale d’Enterprise Aeronautique Latecoère". Tinha uma pequena pista de grama. Somente em 1943 o aeroporto de Salvador ampliou-se com pistas asfaltadas, até ganhar a forma que hoje tem, inclusive com novo nome – Luiz Eduardo Magalhães.

Pesquisas realizadas dão conta que nas proximidades onde hoje está o Hidroporto da Ribeira, foi construído em 1922 um píer de madeira. Teve a finalidade de servir de passagem para a 1ª viagem do Almirante Gago Coutinho sobre o Atlântico Sul. Também este píer serviu para aproximação de hidroaviões da antiga companhia Nyrba da qual surgiu a Panair do Brasil. Seu nome completo era Nyrba do Brasil S.A e fazia a linha Santos-Belém.O rústico píer servia de base para reabastecimento.

Em 1939 o então presidente Getúlio Vargas desembarcou nesse Hidroporto com vistas às comemorações da descoberta do primeiro poço de petróleo no Brasil, mais precisamente no subúrbio de Lobato, ali defronte. Era o princípio da Petrobrás, a grande estatal brasileira. Em 3 de outubro de 1953 ela foi inaugurada.

Há quem diga, entretanto, que o poço de Lobato não teria sido o primeiro a ser descoberto em terras brasileiras. A primazia seria de Riacho Doce em Alagoas onde foi encontrado um poço de gás de petróleo em 1936, numa profundidade de 250 metros. Não se sustentou. Foram apenas vestígios!

Hoje, no antigo Hidroporto, funciona uma das inúmeras marinas da Ribeira. Funcionava também um ótimo restaurante todo avarandado com vista para a enseada. Hoje a área se encontra abandonada e depredada. Incrível! Fechou por falta de freqüência.

 
Um grande hidroavião

Um pequeno hidroavião Catalina



Hidroporto da Ribeira

Ao longo dos anos o Hidroporto da Ribeira serviu para muitas coisas. Foi sede da Associação dos Rádios Amadores da Bahia, Clube dos Sargentos da Marinha, foi restaurante e hoje é uma marina – Marina Porto dos Tainheiros. Também nos áureos tempos do remo da Bahia, o Clube de Natação e Regatas São Salvador, promoveu grandes festas em seu salão principal.



Foto via satélite do Hidroporto da Ribeira
Google




2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. tenho um livro de fotos antigas de salvador, onde em uma das fotos sita a seguinte ilha...
    vista da enseada dos tanheiros...ver -se a ilha de santa luzia...ja busquei no google e nada sobre esta ilha...gostaria de mais informações, pois me parece ser no mesmo sentido onde hoje se localiza plataforma...obrigada

    ResponderExcluir